Suicídio e Adolescência

Apesar de as taxas de suicídio serem até oito vezes mais elevadas entre os idosos do que entre os jovens, atualmente, em termos globais, morrem mais jovens que idosos por motivo de suicídio. O suicídio está entre as três principais causas de morte em pessoas de ambos os sexos, de idade entre 15 e 34 anos.

Há relação entre transtornos psiquiátricos e pensamentos suicidas?

A grande maioria dos suicídios possuem uma patologia psiquiátrica prévia, uma delas  é o Transtorno bipolar,  principalmente devido a impulsividade que acompanha este transtorno de humor. O Transtorno Bordeline  também pode levar  a tentativas de suicídio  , justamente por causa do distúrbio da personalidade Bordeline.

Há ligação entre suicídio na adolescência e uso de substâncias como Álcool e drogas ?

O pensamento suicida é acompanhado de fatores originados de uma predisposição, como Transtorno Bipolar ou o Transtorno Bordeline entre outros distúrbios psiquiátricos. O uso de substâncias irá aumentar este risco na medida em que diminui a capacidade cognitiva e tira o adolescente da realidade. Esta fuga da realidade deixa-o exposto aos sintomas de sua predisposição e podem levá-lo ao impulso de uma tentativa de suicídio.

O adolescente  pode apresentar sinais de que está com pensamentos suicidas?

Suicídio na adolescência tem sido comum- cuidados
Cuidados com o suicídio na adolescência.

Normalmente o adolescente perde o interesse pelas coisas que gostava muito de fazer. Fica mais silencioso em casa e com os amigos. Também apresenta menor participação  nas atividades tanto escolares quanto sociais. Busca com frequência o isolamento.

Estas mudanças de comportamento podem ser sinais de depressão, e consequentemente, risco de atentar contra a própria vida. Geralmente o adolescente que pensa em suicídio  realmente irá tentar praticá-lo, pois ainda não entende as reais consequências. Portanto é importante que a família fique atenta a estes sinais e busque o diálogo e o suporte profissional.

A ajuda profissional é necessária pois muitos jovens não tem noção das consequências de suas ações. No caso do suicídio ele precisa precisa ter compreensão da irreversibilidade da morte. As psicoterapias podem mostrar a ele o principio da universalidade. Precisa entender que todo mundo morre e as funções da vida irão acabar se morrer, e não  o motivo da dor.

Este conteúdo é adquirido cognitivamente pela criança em seu desenvolvimento até por volta de 10 anos. Porém em alguns casos este adolescente pode não desenvolver este entendimento. A psicoterapia pode ajudá-lo a adquirir esta compreensão e a aprender a lidar com seus problemas.

Entre em contato agora com o Instituto Leonardo Russo e saiba como podemos ajudar!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *