Internação Voluntária

Definição de internação voluntária

A Internação voluntária é aquela que se dá com o consentimento do paciente.  A pessoa que solicita voluntariamente sua internação, ou que a consente, deve assinar, no momento da admissão, uma declaração de que optou por esse regime de tratamento. O término da internação voluntária dar-se-á por solicitação escrita do paciente ou por determinação do médico assistente.

Quando pode ocorrer a internação voluntária.

A perda da dignidade, a diminuição da autoestima, a vergonha e o sofrimento são algumas das  consequências causadas pela dependência química ou pelo abuso do álcool.

Estes sentimentos podem levar a pessoa a instantes de lucidez. Nestes momentos  a pessoa entende que precisa de ajuda com algum tipo de tratamento    e que não consegue  buscar isso sozinho.

Aproveitando o momento para a internação voluntária

É o momento em que a família precisa agir rapidamente e levar esta pessoa para a internação voluntária antes que volte a sentir os efeitos da abstinência, e recomeçar o ciclo da compulsão.

Também é importante salientar de que uma vez em tratamento, este paciente irã passar pelos desconfortos da abstinência.

A ausência da substância causará alterações em seu organismo.  Estas alterações terão sintomas físicos e psicológicos. Estes sintomas são extremamente desconfortáveis, podendo inclusive fazê-lo mudar de idéia durante esta fase de abstinência.

 

O apoio familiar ao tratamento na internação voluntária

Levando em consideração estes critérios ,   a decisão de interromper o tratamento nesta fase severa precisa da concordância dos responsáveis.

Em caso dos responsáveis e a equipe médica constatarem os riscos,  a modalidade de internação pode provisoriamente ser alterada para involuntária.

Outro fator importante de salientar é que apenas a desintoxicação em si não é suficiente para o indivíduo permanecer abstinente em seu cotidiano.

Para isso é necessário identificar as causas que levaram ao problema e tratá-las com psicoterapias e medicação de assim for necessário.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *