Tratamento do uso da maconha

Diariamente podemos ver em jornais, filmes, novelas, redes sociais e em toda a sociedade um intenso debate sobre  o uso da maconha. O tema é bastante polêmico. Existem defensores da legalização, inclusive de todas as drogas. Outros defendem a descriminalização, o que é bem sensato, uma vez que a dependência química é considerada uma doença e existe tratamento do uso da maconha inclusive.

Enfim vamos procurar deixar de lado estas questões ideológicas e pensar em uma realidade. Algumas pessoas podem defender e até fazer o uso considerado recreativo da droga. Porém outras desenvolvem dependência da maconha, transtornos psicóticos e  alterações mentais e comportamentais graves. Nestes casos a família precisa intervir e procurar uma clinica para tratamento do uso da maconha.

Quando procurar o tratamento do uso da maconha

O acesso a maconha é fácil e comum. É usada também por menores de idade ou maiores  dentro das escolas fundamentais ou nas universidades,nas comunidades e bairros nobres. Está presente em todas as classes sociais, gêneros e  idades. Possui uma cultura própria e até quem a idolatre.

Desta maneira massiva, assim como no álcool, surgem os usuários que deixam o uso recreativo e progridem para o nocivo. É este o momento em que a família precisa observar a necessidade de tratamento do uso da maconha. Geralmente o usuário perde o controle sobre suas emoções e comportamentos. Podem acontecer surtos psicóticos e delírios.

 A família precisa tomar a decisão pelo tratamento
Muitas vezes a família precisa tomar a decisão pelo tratamento do uso da maconha

O rendimento escolar ou no trabalho também apresenta queda de rendimento. E principalmente, esta pessoa não tem a percepção exata do que acontece ao seu redor nem de consequências de seus comportamentos. Por isso muitas vezes a família precisa tomar a decisão mesmo à revelia deste familiar, em uma internação involuntária.

Como é realizado o tratamento do uso da maconha

O  Instituto Leonardo Russo- Centro de Reabilitação Psicossocial busca através de uma detalhada entrevista com o paciente e seus familiares identificar os fatores genéticos, emocionais e sociais que levaram esta pessoa ao estado atual. Além do suporte médico e psiquiátrico para a estabilização deste paciente, procuramos desenvolver um projeto terapêutico individualizado.

A meta é atender às necessidades desta pessoa e levar a ela mais do que apenas uma desintoxicação. É preciso desenvolver a conscientização dos males que este uso abusivo está trazendo para ela e para as pessoas que a amam.

Compreendemos os suas dificuldade e sabemos como ajudar. Entre em contato!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *